Usuário: Visitante
Histórico | Sophia 60

No início de 1969, alguns maçons – uns filiados ao Grande Oriente (G\O\R\G\S) e outros à Grande Loja, instituições deste Estado – encontravam-se insatisfeitos com a superficialidade dos trabalhos desenvolvidos, a falta de objetividade e o materialismo reinante em suas respectivas Lojas. Por outro lado, e isso é o mais importante, ansiavam por estudar, conhecer e debater mais profundamente as questões voltadas à espiritualidade e ao domínio da Arte Real. Em assim sendo, resolveram fundar um grupo de estudos tendo por escopo a pesquisa e a discussão de tais assuntos.

Inicialmente, reuniam-se na garagem de um deles. Porém, pouco a pouco, suas necessidades aumentaram. Verificaram que somente as reuniões de estudo já não bastavam. Fazia-se necessária a prática do inspirador ritual maçônico. E, para tanto, às quatorze horas, vinte e quatro minutos e cinqüenta e três segundos, do dia 25 de maio de 1969, os irmãos Domingos Rubbo, João Ayres Waengertner, José Soares Álvares, Manoel Wilson Tavares Gutterres, Mário Allgayer Costa, Nelson Paulo Kern e Roberto Bourdette Ferreira, egressos da Loja Minerva (G\O\R\G\S) e os irmãos Aristeu Vieira da Silva, Geraldo Lauro Marques, Hélder Macedo Gaudie-Ley, Ivo de Castro Constantino e Jessé Marques Teixeira, oriundos da Loja Electra Nº 21 (Gr\Loja), fundavam a Loja Simbólica Sophia.

Para a realização do ritual ainda era preciso, contudo, um local adequado e a cobertura de uma Potência Maçônica. Ambos foram obtidos junto à Grande Loja Maçônica do Estado do Rio Grande do Sul que, em 18 de julho de 1969, instalou solenemente a nova Loja, atribuindo-lhe o número distintivo 60.

Finalmente, para marcar definitivamente seu lugar entre as Lojas Maçônicas do Universo, a Loja Sophia Nº 60 recebe, em 24 de junho de 1972, sua Carta Constitutiva, passando a atuar com o nome de “Augusta e Respeitável Loja Simbólica SOPHIA Nº 60”.

A partir de então, a Loja Sophia começou a trabalhar com afinco em prol da causa que motivara sua criação, incentivando o despertar, entre cada um de seus obreiros, da idéia básica do “Conhece-te a ti mesmo”, sem, todavia, descurar dos aspectos materiais e filantrópicos. Tal dedicação gerou frutos a ponto de, em 23 de março de 2001, após trinta e dois anos de atividades, ser agraciada, pela Administração Titular da Grande Loja do Rio Grande do Sul, através do Decreto nº 060-1999/2002, com o título de Benemérita, passando a denominar-se “Benemérita, Augusta e Respeitável Loja Simbólica SOPHIA Nº 60”, título que muito orgulha a seus componentes e que lhes dá motivação ainda maior para continuar no caminho proposto por seus fundadores.